Por André Castro

Após longos anos de interesse, o épico de Stephen King chega aos cinemas pelas mãos do diretor Nikolaj Arcel. E se você está esperando uma franquia como a de Harry Potter e Senhor do Anéis, vai ter de se contentar com algo no mesmo tom de Warcraft.

O filme conta a história de Jake (Tom Taylor) que tem diversos pesadelos, sobre um Homem de Preto (Matthew McConaughey) que aprisiona crianças e as utiliza para derrubar a Torre Negra e acabar com o mundo. Vivendo com sua mãe e seu padrasto, que acreditam que esses sonhos são causados pelo trauma da perda de seu pai, Jake tem sua sanidade questionada e parte em busca de respostas e do Pistoleiro (Idris Elba), um sujeito amargurado com acontecimentos do passado, mas que de acordo com os sonhos de Jake, é a única pessoa que pode impedir a destruição do universo.

A Torre Negra promete ser um filme para agradar a todos que estão viúvos dos épicos de aventura e fantasia, contendo todos os elementos para o sucesso. Obra de um escritor renomado, história que possui uma legião de fãs, atores carismáticos e talentosos, e conta com Ron Howard como produtor. Isso claro se o cinema fosse uma ciência exata.

O que é entregue ao espectador é um filme confuso, superficial e genérico, talvez por excesso de zelo ao material original, o filme, que teve quatro roteiristas, não dialoga com quem não conhece a obra original, deixando diversas questões sem resposta. Você não consegue entender a motivação do vilão, nem tão pouco a origem do herói. Eles simplesmente são jogados, tanto para Jake quanto para o expectador.

O que se salva nessa adaptação são as atuações. Temos de um lado, um Matthew McConaughey inspirado, que passa ao vilão Walter um carisma incômodo, pois a todo momento ele se apresenta um personagem no qual não se deve gostar; e do outro Idris Elba, dando a Roland, diversas camadas de profundidade, deixando assim crível a reputação que precede seu personagem refletido-a nas cenas de ação, que por sinal são o ponto alto do filme.

Depois de longos anos de espera, A Torre Negra chega aos cinemas, sob muitas expectativas e infelizmente decepciona. Deixando aquele gosto de Warcraft, tem uma história muito interessante, mas não foi bem aproveitada.

Anúncios