Esqueçam os futuros pós-apocalípticos, as guerras por água, os constantes acidentes envolvendo carros voadores e as brigas entre prostitutas de três seios e idosos que comeram e não pagaram. Vamos pensar em algo um pouco mais próximo da realidade e que vai nos atingir onde quer que estejamos: Músicas futuristas e suas respectivas coreografias.

Pense bem: Onde quer que você vá, existe uma música tocando. Seja no seu iPod, no celular sem fone do funkeiro que resolveu pegar o mesmo ônibus que você, na televisão, no restaurante ou numa loja no centro de Belo Horizonte onde toca Maná e Simply Red das oito da manhã às dez da noite.

É assim que começa meu segundo texto escrito pro site Bacon Frito. Clique aqui ou na imagem do post para ler o texto completo.

Sério, prestigiem lá, cambada!

PS.: Eu devia tomar vergonha na cara e parar de me auto-plagiar. Meu outro post ficou idêntico!

Anúncios