Pois é, depois que me mudei para Belo Horizonte perdi meu cabaço de Subway. E como toda primeira vez, a gente chega meio envergonhado, sem saber muito bem o que fazer, o que pedir, e, no fim, acaba fazendo mais sujeira do que o necessário e passando vergonha na frente dos outros e usando a desculpa de que “isso nunca me aconteceu antes”.

Basicamente o Subway é um McDonalds só que muito mais legal. Você chega e faz seu pedido, só que ao invés de pedir seu McJungles feito com carne de minhoca, você escolhe todos os ingredientes, desde os recheios mais gordurosos até o tamanho do pão. E por falar em tamanho do pão, muita gente se contenta com o de 15cm, mas eu, no meu início de obesidade, passei a pedir só o de 30. Porque é o seguinte, o de 15cm é como um coito interrompido: você tá lá se deliciando e comendo como se não houvesse amanhã (e provavelmente não haverá se você come lá com frequência) e, de repente, acabou.

Já o de 30cm, não. Você come até passar mal e começar a enxergar bacons voadores e a parada não termina. É uma beleza…

Agora, uma dica pra não passar vergonha enquanto come é levar o sanduíche pra casa. Dentro de casa, ainda mais morando sozinho, você pode comer como quiser, na velocidade que quiser, fazendo quanta sujeira quiser e não tem ninguém pra te incomodar.

E as opções de recheio? Das primeiras vezes que eu fui – e isso tem pouco menos de um ano – eu costumava pedir o mesmo que a pessoa que tava me acompanhando só que com algumas modificações (pedia pra colocar bacon, dobrar a quantidade de queijo, o que fosse). Hoje eu tenho três sabores preferidos que são muito parecidos, principalmente por causa do pão que é sempre o mesmo (parmesão com orégano) e da salada que é quase inexistente (azeitona preta e nada mais).

O primeiro é de peito de frango, com cheddar, bacon e maionese. O segundo é o B.M.T., que é maior, tem mais carne e é muito mais gostoso (por isso a sigla, que significa “biggest, meatiest, tastiest”. Dessa você não sabia.) E o último, mas não menos importante é o de almôndega, que eu imaginei que seria minha última escolha devido a sua simplicidade, mas como eu não tava afim de gastar muito dinheiro hoje e esse era o “barato do dia”, resolvi que seria meu jantar. O resultado final foi almôndega, queijo suíço, bacon, azeitona preta, mostarda, molho barbecue (também conhecido como môi di churrasco) e orégano.

E esse é o grande problema de se morar a poucos metros de um Subway. Agora, deixa eu terminar de comer o meu aqui que tá começando a esfriar.

PS.: Esse não é um texto patrocinado, mas caso o Subway queria depositar alguma quantia significativa na minha conta, ela será muito bem vinda.
PPS.: A cada like que a fanpage do blog recebe uma criança da África ganha um almoço. Faça sua parte por um mundo melhor.

Anúncios