(Contém spoilers da série.)

Então é isso. Cinco anos depois de Chuck Versus the Intersect acaba a série, uma das poucas que eu acompanhei desde o início. Se não fosse por uma matéria da Revista Mundo Estranho talvez eu não fosse tão fiel assim à ela.

Bom, é isso, nem sei por onde começar. Nos três últimos episódios Morgan já se mostrava bastante triste com o fim da equipe Charmichael, representando ali o que os fãs estavam sentindo. Além disso, ele e John Casey perceberam como suas personalidades evoluiram ao longo da série.

A Sarah, coitada, se ferrou nas duas últimas season finale. Apesar de agora ter sido realmente o fim, Chuck Versus the Cliffhanger foi mais comovente. Não que eu tenha chorado, mas caiu um cisco no meu olho que só saiu quando o Morgan apareceu e contou pra todos sobre sua nova habilidade no kung fu.

E como não falar das auto-referências (ou homenagens, não sei) nesses últimos episódios? Apareceram elementos importantes de temporadas anteriores como a Wienerlicious, o uniforme da Orange Orange no vídeo da Sarah sobre o Projeto Bartowski, o vírus Irene Demova que ainda estava alojado nos confins da internet após tanto tempo e, é claro, a melhor banda de babacas da série…

JEFFSTER!

Surpreendentemente, conseguiram dar um final legal aos dois “músicos”… MAS PERAÍ! E aquela habilidade do Morgan como maestro que ninguém sabia? hahaha

Captain Awesome e Ellie também seguiram com suas vidas e se mudaram de Burbank, nada mais justo. E o Chuck… bom, vai reconquistar a Sarah novamente. Alguma dúvida sobre isso? Teve gente que ficou triste, mas vejam pelo “lado bom” (entre aspas porque não há um lado ruim), ele agora tem o intersect de novo! E o Chuck só é o Chuck com o intersect ~nas ideia~.

No mais, é isso. Não tinha muito em mente sobre o que escrever aqui. Sou só um fã e não um crítico de cinema. Vão encher o saco de outro.

PS.: Coloquei esse vídeo do Jeffster ao invés da cena que aparece no último episódio porque é um vídeo feito por alguém que esteve no estúdio. E isso, meus amigos, é foda.

PS2.: Hoje eu tô generoso com os vídeos. Fiquem aí com algumas das melhores cenas:
* Chuck e Sarah ao som de Nina Simone
* Chuck se despedindo do pai em “Chuck Versus the Dream Job”
* Trailer (fan made) de Jeffster: The Movie
* Cena final do quarto episódio da série com a música Fall Into Place
* Trilha sonora não-oficial da série. Por “não-oficial” entenda “tem absulatamente todas as músicas”.

PS3.: A trilha sonora é realmente muito boa. Sempre que eu ouço “Fall Into Place” sou teletransportado de volta pra 2007.

Anúncios