(Esse post foi escrito porque se eu fosse xingar muito no twitter eu ia floodar a timeline das pessoas. Puta que pariu, como tem gente burra nesse mundo. Acompanhe.)

Estava eu no site do Submarino vendo as ofertas do Black Friday, quando meu animalesco colega de apartamento aparece e pergunta o que eu tô fazendo.

-Tô vendo umas promoções aqui.
-Ah, tá… Se tiver algo interessante me fala.
-Tem a biografia do Steve Jobs aqui por 35 reais.
-Ah, o Steve Jobs… ele não saía lá de casa.

Dizer “fulano não saía lá de casa” é a forma irônica que meu acéfalo colega encontrou para dizer que uma pessoa era íntima dele.

-Porra, peraí. Vai me dizer que você não sabe quem foi Steve Jobs?
-Pela capa do livro parece aqueles caras esotéricos.
-Puta que pariu, velho. Ele é um dos fundadores da Apple.
-(…)

Nesse momento respirei fundo e resumi o trabalho do Steve Jobs em uma só frase que, mesmo que “errada” não era totalmente mentira:

-Ele inventou o iPod e o iPhone.
-Ah… acho que eu já ouvi falar nele.
-Pois é, caralho. O cara morreu um tempo atrás e você nem sabia quem era.
-Fazer o que né? Vou voltar pro meu quarto agora e chorar por ele e pelo Michael Jackson.

Aí você, leitor, se pergunta “mas como o cara pode ser tão burro?”. EU NÃO SEI! O fidaputa tá indo pro segundo ano de faculdade e não sabe NADA da vida. Outro dia eu ensinei pra ele o que era M&M’s (sim, o chocolate!), meu amigo mostrou pra ele quem era o Darth Vader e de quebra também apresentou o Guia do Estudante.

Acho que esse cara é a primeira pessoa do mundo a entrar em estado vegetativo e continuar a viver normalmente.

——–

Chega dessas frescuras no blog. Vou voltar a trabalhar.

Anúncios