Depois de passar anos e anos estudando, tirando sempre boas notas e sendo exemplo da sala e orgulho dos professores, finalmente cheguei ao ápice da minha carreira escolar: a sexta série do ensino fundamental.

Anos mais tarde, com a puberdade e a preguiça tomando conta do meu ser, me tornei um aluno bem diferente do que eu era no início. Apesar de tudo isso, cheguei agora no final do ensino médio sem nunca ter tomado uma bomba sequer (o que, na verdade, não foi mais do que minha obrigação).

Com o esforço filho da puta digno de um vestibulando, atingi o mais alto nível a curto prazo que um sujeito recém-formado pode sonhar: passar numa UNIVERSIDADE FEDERAL.

Então, aqui fica meu agradecimento a todas as pessoas que torceram por mim e mais ainda, àqueles que não acreditaram nem um pouco na minha aptidão, pois sem esses filhos da puta eu não teria a quem provar minha capacidade de passar numa UNIVERSIDADE FEDERAL e nem a quem esfregar na fuça a prova cabal da minha aprovação.

PS.: Chupa!!!

Anúncios